Após o anúncio em edital a eleição antecipada da mesa diretora onde foram eleitos para o biênio 23/24 os vereadores Diogo Lemos (PSB), Tatai (PSB), Branco (SOLIDARIEDADE) e Rogério (SOLIDARIEDADE) para os cargos de Presidente, Vice-presidente, 1º e 2º secretários, respectivamente, a base governista da prefeita Lucielle (DEM), de forma completa, por insatisfação e emitente impotência de ação significa em articulações sobre o processo antecipado em 1 ano e 2 meses decidiu não comparecer a reunião desta terça-feira (21) de setembro.

Em contato com a redação do portal de notícias PH Bezerros, o vereador Luisinho (SOLIDARIEDADE) mostrou indignação ante a antecipação, frisando que debates como CPI do IPREBE e Audiência pública com a compesa/SCAVE responsável pelas obras de Saneamento no município não foram postos em pauta.

Em nota, os vereadores da situação alegaram falta de compromisso do grupo de oposição e que o ocorrido teria se dado apenas para interesses próprios. Confira a nota na íntegra:

“Acreditamos que a política deve cumprir seu papel com transparência, ética, verdade e compromisso com o coletivo. Nós, Antônio Amorim, Adé Motos, Carlos Eduardo, Júnior do Boi Gordo, Luisinho do Sindicato, Vando e Valmir Neto, não compactuamos com a forma como foi conduzido o processo de antecipação para eleição da mesa diretora no Biênio 2023/2024 da Câmara Municipal de Bezerros, assim não comparecemos na sessão ordinária do dia 21/09/2021.

Cientes do nosso compromisso com a população Bezerrense, reforçamos que continuaremos nossa luta contra práticas não republicanas e que visam exclusivamente interesses pessoais”.

 

✓ Redação PH Bezerros