EDUARDO ANIZELLI/ FOLHAPRESS – 09.02.2021 

Um estudo que teve participação de pesquisadores ligados à Organização Mundial de Saúde (OMS) e ao Imperial College sugere que a variante Delta do novo coronavírus é a mais contagiosa entre todas as cepas já sequenciadas. O trabalho científico foi obtido na íntegra pela CNN, nesta sexta-feira (16).

Os pesquisadores identificaram uma “clara vantagem competitiva” da cepa originária da Índia em comparação com as outras mutações da Covid-19. De acordo com o estudo, a variante Delta tem transmissibilidade 97% maior do que a cepa original do coronavírus, que teve origem na China.

“Também comparamos os números de reprodução efetiva dessa variante com cada uma, a fim de estimar a natureza do crescimento competitivo futuro entre elas. Dessa forma, a variante delta tem uma taxa de transmissão 55% maior do que a Alpha, 60% em comparação com a Beta e 34% com a variante Gamma”, explica um trecho da pesquisa.

O chefe da infectologia da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Alexandre Naime, explicou à CNN, nesta sexta-feira (16), quais sãos as reais consequências de um vírus com maior poder de transmissão.

“É um vírus totalmente adaptado, que é transmitido de forma rápida, e provavelmente vai substituir todas as outras variantes em um curto período de tempo. Vamos ter mais casos de Covid-19 por conta da variante Delta, caso a gente não melhore as medidas sanitárias e aumente a velocidade da vacinação”, destacou o médico.

Alexandre Naime disse, todavia, que as vacinas já desenvolvidas contra Covid-19 são eficazes contra a variante indiana.

“Não sabemos se a variante Delta é mais virulenta do que as outras, se ela causa quadros mais graves nos pacientes que se contaminem com ela. E aparentemente não se perde o efeito das vacinas, todas os imunizantes têm uma boa eficácia contra a variante delta”, finalizou.

 

Informações: CNN