☑️ Especulações da demissão da funcionária que atuava no cargo a mais de 15 anos são de motivações políticas.

Nesta segunda-feira (12/07), as redes sociais repercutiram a demissão da funcionária pública Noele Cristine Laurentino que atuava no cargo de coordenação do programa nacional de imunização no município (PNI Municipal) a mais de 15 anos.

As especulações giram em torno de motivação política, uma vez que a funcionaria atuou no cargo por 15 anos e (6) meses da atual gestão. Em publicação de redes sociais o ex-secretario de saúde Anderson Torrão enfatizou: “Claro que serão alegadas questões técnicas que tem grande chance de ser falsas para justificar tal decisão. Mas a verdade é que erros cometidos pela gestão municipal no gerenciamento da crise do Covid-19 precisam de um (bode expiatório), e parece que já foi escolhido. Tais erros, diga-se de passagem, que Noele com certeza deve ter tentado evitar, mas provavelmente foi ignorada. É triste que a gestão municipal da saúde esteja baseada em politicagem, e não em profissionalismo. Quem perde com isso é o nosso povo”, disse.

Este é o segundo cargo de repercussão de demissão sem posicionamento da gestão sobre motivos. Anteriormente, redes sociais repercutiram a demissão do então diretor do Debetrans Tiago.

 

✓ Redação PH Bezerros