O anúncio do investimento foi realizado pelo secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, José Bertotti

Imagem reprodução redes sociais

Pernambuco investirá R$ 75 milhões na área do meio ambiente do Estado. Das ações previstas, o governo do Estado pretende erradicar os lixões, apoiar trabalhos de coleta seletiva nos municípios, realizar reaproveitamento de resíduos sólidos e recuperar nascentes de rios em 50 cidades do Estado.

O anúncio do investimento foi realizado pelo secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, José Bertotti, durante reunião em Petrolina com conselheiros empresariais da Unidade Regional do Sertão do São Francisco da Federação das Indústrias de Pernambuco (URSF/Fiepe).

No Estado, dos 184 municípios, 138 (75%) depositam os resíduos sólidos em aterros sanitários e outros 46 (25%) permanecem depositando em lixões a céu aberto, segundo levantamento feito pelo Núcleo de Engenharia do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE).

Enfatizando a importância do Plano de Descarbonização e a Transição Energética no Estado, o gestor de meio ambiente afirmou que o Brasil e o mundo passam por uma transição energética única e um dos principais motivadores são as mudanças climáticas.

“Precisamos avançar em sistemas cada vez menos emissores de gases de efeito estufa, combinando com recuperação de vegetação nativa capazes de retroalimentar a produção de água”, ressaltou José Bertotti, exemplificando a Caatinga.

Em Bezerros, o lixão que ficava localizado no Bairro do Santo Amaro II foi desativado em 2020. Após anos causando problemas ao meio ambiente e à saúde dos moradores da cidade, Bezerros passou a tratar com mais eficiência o descarte do lixo sólido, preservando o meio ambiente. O depósito a céu aberto – com exceção do descarte irregular – não acontece desde 17 de janeiro de 2020.

Após o fechamento do lixão, o material coletado passou a ser enviado e descartado no Centro de Tratamento de Resíduos – CTR em Caruaru, com os valores custeados pela prefeitura de Bezerros. Ao mesmo tempo, em 2021, a gestão Lucielle visitou o local e deverá propor o inicio da cooperativa para triagem do lixo visando a geração de renda dos moradores da localidade que atuavam no local.

Redação PH Bezerros

Fonte: Folha de Pernambuco