A crescente demanda por leitos de UTI e oxigênio na região agreste pela nova onda de contágio do Covid-19 tem superlotado a rede de saúde já defasada do Estado.

Para atender o aumento da demanda e tentar evitar um possível desabastecimento, o estado de PE anuncia o envio de concentradores de oxigênio que filtram o ar do ambiente e fornecem apenas o oxigênio puro (5 litros por minuto) para o paciente. Com isso, o equipamento pode substituir os cilindros de oxigênio, que precisam ser preenchidos constantemente por uma empresa que forneça gases medicinais.

“O Governo de Pernambuco tem garantido o fornecimento de oxigênio nas unidades da rede estadual, destinada aos casos mais graves, e também estamos atentos para auxiliar como for possível os municípios, possibilitando que os casos leves sejam absorvidos nos serviços municipais”, explicou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

O secretário ressaltou ainda que não há risco de desabastecimento. “Estamos trabalhando em conjunto com os municípios pernambucanos, porque os problemas deles são problemas nossos. Os municípios e unidades que têm tanques de O2 não têm o que temer. Inclusive temos plantas industriais em Pernambuco, responsáveis pelo abastecimento de oxigênio de outros Estados do Nordeste. O problema relatado por alguns municípios está na logística de reabastecimento de cilindros de O2. Neste sentido, oficiamos o MPPE, porque há indícios de interesses comerciais por trás de algumas dificuldades dos municípios”, destacou.

Municípios que vão receber os equipamentos do Governo do Estado:

Araçoiaba – 1

Feira Nova – 3

João Alfredo -2

Machados – 2

Orobó – 3

Surubim – 9

Vicência – 3

Amaraji – 3

Catende – 2

Escada – 5

Primavera – 2

Agrestina – 7

Alagoinha – 2

Altinho – 3

Belo Jardim – 4

Bezerros – 8

Bonito – 2

Brejo da Madre de Deus – 3

Cachoeirinha – 3

Camocim de São Félix – 2

Cupira – 3

Frei Miguelinho – 2

Jataúba – 3

Panelas – 2

Pesqueira – 4

Riacho das Almas – 2

Sairé – 2

Santa Cruz do Capibaribe – 5

Santa Maria do Cambucá – 2

São Bento do Una – 7

São Caitano – 3

São Joaquim do Monte – 2

Bom Conselho – 7

Canhotinho – 3

Capoeiras – 4

Paranatama – 4

São João – 3

Saloá – 3

Buíque – 2

Custódia – 5

Inajá – 2

Venturosa – 2

São José do Egito – 6

Tuparetama – 2

 

Fonte: Diário de Pernambuco