O fascínio de Neil Armstrong ao dar o primeiro passo na lua foi para Democrata Lucielle a chega ao trono de pó chamado “Cadeira da Prefeitura.”

 

Como diria um conhecido de um conhecido meu:

– “Olha lá, não é possível. Faz pra tirar onda, já faz pra tirar onda mesmo!”

Prossigamos, mas antes, guarda uma informação que li em um artigo da folha de 1996: Uma viagem a Lua de ida em um jato viajando a 1.200 km, duraria cerca de 2 semanas. SIMBORA!

É fato de que o impacto provocado ao ascender uma posição influente seja na área publica ou privada, leva um tempo para entender onde de fato você está e adaptar as suas perspectivas diante da realidade encontrada. As dificuldades vêm à tona, a realidade que você esperava encontrar é totalmente diferente, as exigências são outras, as prioridades precisam ser revistas e por ai vai… Principalmente, ao tomar um cargo público de influência como chefe do Executivo da sua cidade. A pressão sob sua pessoa é muito maior do que você poderia imaginar mesmo quando se apresenta um plano de governo simplista, sem objetivo concreto, sem identificar as necessidades do povo e sem achar que vai transformar a cidade em uma Dubai, correto? acredito que sim. Esse seria o embarcar na nave?

Deixando de fazer metáfora por um momento, o que vejo do trajeto da atual gestão até o momento não é nada mais que pagamento de folha e divulgação do pagamento alegando ser transparente para com a população. Acredito que transparência vai um pouco mais além, já que ate agora não trouxe a população o que foi gasto e onde da mesma maneira acessível de se ler e entender. Mas e o portal da transparência não é pra isso? pois bem, então porque a divulgação em linguagem mais simples dos pagamentos em dia? Esquecendo-se de passar a população o que SUPOSTAMENTE – para não tomar processo (1) – consta no portal de já empenhados R$ 207 mil a secretaria de Esportes e Juventude que SUPOSTAMENTE – para não tomar processo (2) – não tem ações e nem responsável? ou o SUPOSTO – para não tomar processo (3) – contrato para gerência da frota de carros do município de valor R$ 4,7 milhões ao ano que se divididos pelos 60 carros populares daria 80.000,00 pra cada por ano e aproximadamente R$ 6,600 por mês por carro para manutenção. Ou até mesmo do SUPOSTO – para não tomar processo (4) empenho no valor de R$ 1,1 milhão feitos no gabinete de Esportes e Juventude que depois sumiu do portal da transparência. Esses valores e situações não são abordados a população igual à divulgação em linguagem acessível dos salários pagos porque acredito que o beneficio político é bem menor e seria difícil explicar porque e para onde a verba foi direcionada.

Mas, acredito que isso é o de menos quando a realidade da população confronta com a da Chefe do executivo. Parece que a gestão e o povo já não falam a mesma língua unida de campanha. São notas e mais notas extensas de uma equipe gigante de comunicação que acho que não convence nem os próprios que as redigem. Acredito que a mudança das ações da gestão passada para essa seja a melhoria da qualidade das fotos, os ângulos escolhidos – parabéns ao fotógrafo, em um futuro evento meu, vou lhe procurar – e o marketing político que parece não ter fim em cima de ações rotineiras, simplistas e reuniões que não trazem resultado até o momento. Em mais de 120 dias de gestão a comunicação dá destaque a RETIRADA DE METRALHAS DAS RUAS E TROCA DE LAMPADAS. Acredito que não seja culpa da equipe, afinal a gestão simplesmente não tem o que mostrar até o momento, só entrega de mascaras personalizada com o símbolo da prefeitura a servidores. Ou destacar serviços básicos depois de quase 6 meses de gestão como se fosse à praia prometida de Titonho em Bezerros achando que isso ainda convence alguém além do próprio ego da chefe do executivo ou sua “grande” equipe de estrategistas políticos e de gestão. “Não é possível. Faz pra tirar onda, já faz pra tirar onda mesmo!” É igual vereador falando que está fiscalizando alguma coisa e fazendo comissão de visita, PELO AMOR DE DEUS! Com um atraso de quase (4) meses tivemos (1) UMA, UMA audiência pública que não evidenciou os gastos da PRÓPRIA gestão! A população quer ver algo de novo acontecendo, atitudes de ousadia que levem o município além da mesmice de anos de gestão que não faz nada além de pagar folha e calçar ruas em época de eleição. Municípios menores com déficits financeiros como Barra de Guabiraba já anunciaram investimentos nas cidades ultrapassando R$ 500 mil reais, entrega de máquinas pesadas de trabalho para aração de terras e manutenção de estradas, Cidade de bom conselho com o prefeito mais jovem de Pernambuco de 22 anos articulando emendas em Brasília para seu município, cidade de Xexéu com 14 mil habitantes anunciando emendas de R$ 1,3 milhões para saúde e infraestrutura, criação de programa jovem aprendiz na prefeitura de Jaboatão e a gestão de Bezerros? pois é, parece que caminha na mesma direção de gestão amarga de puro ego, favorecimentos a quem convêm e mostrando ser mais do mesmo até o momento.

Como dito, a ficha demora a cair e é preciso que caia rápido porque a população Bezerrense sofre a cada dia mais de esnobação por uma gestão que prometeu inovação e não entrega nem os maus bocados da “antiga”, porque já não vejo diferença entre vocês! Quem pede por poder precisa saber para onde ir e oque fazer. É preciso acordar e retornar a realidade o quanto antes. Decisões importantes precisam ser tomadas em beneficio do povo, em destaque a população mais carente que necessita da atenção do poder público para ter alguma assistência.

Peço desculpas aos idólatras massageadores de ego de políticos e governistas de plantão, mas, para mim, tratando-se de política: o errado tem que ser “distitelado”, o traidor não tem perdão e o certo não fez mais que a sua obrigação. Minha visão é simples, o esquecimento do empresariado local, prepotência, marketing político em cima de ações básicas, fotos², distanciamento do legislativo, SUPOSTAS – para não tomar processo (4) – dispensas e licitações milionárias para agendas não prioritárias em enfrentamento a pandemia, distanciamento do próprio grupo, arrogância com os apoiadores, favorecimentos a quem agrada mostrando a incoerência no próprio discurso de campanha, destaque a serviços BÁSICOS depois de meses estagnados, desprezo para com a população carente fazendo um governo elitista, governo para fora da cidade para os amigos de “tão tão tão distante” marcam a viagem da atual gestão democrata até 30/05/2021. No mesmo 30/05/2023 ou até mesmo antes quando notar o barco afundar vai querer pagar de eficiente entregando obras faraônicas para reeleição. Aguardemos o resultado.

Por ultimo, lembram que mencionei que uma viagem a Lua de ida em um jato viajando a 1.200 km, duraria cerca de 2 semanas? tecnicamente ida e volta, 1 mês. Pois bem, acredito que a viagem à lua da Gestão não é de jato, deve ser a pé ou se perdeu na órbita porque até o momento a realidade nem da terra, mas do pequeno município de Bezerros parece distante.

A paciência dirá quando voltarei a escrever, abraços!

Coluna Opinião do Redator

Redator: Rômulo Pedro