Em entrevista a radio Jornal em Caruaru, Marilia Arraes (PT) um dos principais nomes do quadro da esquerda do Estado e representante da vertente Petista no congresso federal e Pernambuco, falou sobre a possibilidade de ser candidata ao governo em 2022, o que dividiria as forças do (PSB) e (PT) sem a união partidária que esta em articulação entre o governador Paulo Câmara e o ex-presidente Lula.

Paulo câmara também já afirmou que os rumos desta aliança deverão ser tomados apenas em 2022, mas que é simpático a ideia de união dos palanques para combater o Presidente Bolsonaro, afirmando que no nordeste e Pernambuco, Lula é imbatível. “O que vai nos unir em 2022 é tirar o presidente Bolsonaro do poder. No nordeste, Lula é imbatível, disse em entrevista”.

Por sua vez, em entrevista na última sexta-feira (19), Marilia Arraes comentou que deseja ser candidata e reconheceu as forças do (PT) do Estado para lançar uma candidatura majoritária.

“A nossa vontade é disputar o governo de Pernambuco. Não simplesmente para Marília Arraes disputar o governo, mas porque o PT tem capital político, tem o presidente Lula, tem condições de fazer uma campanha aqui em Pernambuco tanto um projeto para Pernambuco, quanto fazer esse papel de ajudar na eleição do presidente Lula para 2022”, disse ela.

No entanto, Marilia reconhece a importância de articulações politicas e diálogos entre os aliados para o próximo pleito eleitoral em 2022

“Claro que eu defendo que a gente caminhe com as pernas próprias, mas fazendo articulação com as diversas forças políticas do estado da mesma maneira que o presidente Lula tem feito no país. Ele tem dialogado e eu sou uma pessoa do diálogo e eu acho que esse diálogo é importante. Defendo que aconteça o diálogo com todas as forças e defendo que o presidente Lula continue dialogando com diversos partidos e diversas forças políticas”, finaliza.

 

Redação PH Bezerros com informações Portal Ne10 – Imagem reprodução redes sociais