Em sua fala no segundo expediente nesta terça-feira (5) de outubro na reunião ordinária da câmara dos vereadores de Bezerros, o vereador Luisinho (SOLIDARIEDADE) denunciou crimes cometidos em sistemas de abastecimento que atendem a cidade de Bezerros e alertou sobre a falta de água na cidade.

“É uma pauta que sempre procuro trazer a esta casa . Nós temos vereadores que tem livre trânsito no governo do Estado e na compesa”, disse.

Tornando público as denuncias feitas ao parlamentar, Luisinho abordou as queixas de moradores que disseram não estar recebendo água devido a problemas da barragem de Jucazinho, Sirinhaém e brejão.

O vereador destacou, através da denúncia, que em Sirinhaém (6) bandidos armados danificaram o local de distribuição em ato criminoso, Jucazinho permanece com problemas também na distribuição de água, e Bezerros não é prioridade da água que vem da barragem do Brejão denunciando que Gravatá estaria tendo prioridade no abastecimento uma vez que o sistema de Sirinhaém que cai no sistema do Brejão está prejudicado.

Luisinho afirmou que deverá acionar a polícia civil de Sirinhaém através de ofício e que sem audiência pública com a compesa na câmara, os vereadores possam ir em agenda visitar a rede de distribuição de água para levar as demandas da cidade.

“A água do Brejão não é nossa, é uma água que pertence ao Estado, mas é uma água que sempre abasteceu Bezerros. Então registre (5) de outubro de 2021: se nenhuma medida for tomada com relação a isso, Bezerros vai colapsar com a falta de água. Vamos dar as mãos e tentar solucionar este problema”, afirmou o vereador.

 

✓ Redação PH Bezerros