Imagem Reprodução/Divulgação da manifestação pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) 2014

 Movimentos políticos e sociais divergentes se unem em convocatória para atos contra o governo e a favor do impeachment do Presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) para o próximo domingo dia (12) de setembro.

“Todos aqueles que realmente querem a saída de Bolsonaro precisam estar juntos neste momento”, informou a administração do (PDT), partido do pré-candidato a presidência, Ciro Gomes.

O pedetista confirmou a participação no atos no domingo (12) de setembro. “Eu vou participar de todo e qualquer movimento, qualquer que seja a convocatória, que tenha por premissa a defesa da democracia, das liberdades, do Estado de Direito, do ambiente de paz e de reconciliação do Brasil para colocar um fim nessa escalada de ódio e de golpe”, disse em entrevista ao portal UOL.

Convocados pelo Movimento Brasil Livre (MBL), “Vem pra Rua” e o “livres”, os organizadores tentam atrair centro e centro-esquerda para ato em uma tentativa de resposta as manifestações dessa terça-feira (7) de setembro convocada por apoiadores do governo.

O grupo defende uma terceira via para a disputa presidencial de 2022 que possa ir ao embate contra o atual Presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula (PT) que lidera as pesquisas em intenção de voto.

A avaliação de líderes desses movimentos é de que os discursos feitos por Bolsonaro na Paulista e em Brasília, no Dia da Independência, reforçam os atos do dia 12 devido à reação de partidos como o PSDB, o MDB, o PV, o Solidariedade e o Cidadania, que passaram a defender de maneira mais aberta o impeachment do presidente, devido às ameaças feitas por ele ao Supremo Tribunal Federal. As falas do presidente repercutiram negativamente no mercado e fortaleceram a crise política e institucional do país atualmente, tornando inviável a permanência do mandatário no palácio do Planalto.

As manifestações também acontecerão em Recife/Pernambuco no Marco Zero a partir das 13 da tarde, juntamente com mais 10 capitais do Brasil. Confira:

 

Belém/PA – Avenida Visconde de Souza Franco (Doca) – 16h

 

Belo Horizonte/MG – Praça da Liberdade – 10h

 

Brasília/DF – Em frente ao Congresso Nacional – 14h

 

Curitiba/PR – Rua XV de Novembro (Praça Santos Andrada) – 15h

 

Fortaleza/CE – Praça Portugal – 15h

 

João Pessoa/PB – Largo da Gameleira – 15h

 

Porto Alegre/RS – Passarela da Avenida Goethe – 15h

 

Recife/PE – Marco Zero – 13h

 

Rio de Janeiro/RJ – Praia de Copacabana – 10h

 

São Paulo / SP – Avenida Paulista – 15h

 

Teresina/PI – complexo da Ponte Estaiada – 16h

 

✓ Redação PH Bezerros