Professores bezerrenses seguem não convencidos dos gastos do ano de 2021 com a educação básica do município apresentado em prestação de contas pela a prefeitura municipal de Bezerros.

Os números de recursos gastos chegou a 77% em um ano de escolas fechadas devido a Pandemia. No vídeo uma professora explana a necessidade de um entendimento mais claro sobre os gastos, que evidenciam o destino final dos valores que deixaram os professores sem o rateio do FUNDEB, diferentemente dos municípios da região que já contemplaram a categoria.

A prestação de contas realizada não convenceu a maioria dos professores que apontaram a falta de informações detalhadas, e também a grande quantidade de contratos de pessoal na casa de 1 milhão de reais para o exercício de um ano em quê não se houve aulas presenciais.

Além do debate sobre os gastos públicos da educação, o rateio do FUNDEB segue no centro da discussão e também a implementação do novo piso salarial. A prefeitura municipal em matéria enviada falou que os contratos questionados são referente a um quadro necessário para os equipamentos educacionais, quanto ao rateio e ao novo piso salarial nada foi publicado oficialmente.

www.phbezerros.com.br