Investigações devem ser realizadas para apurar descarte irregular de ossos de animal nas margens do Rio Ipojuca.

Imagens flagradas nesta quinta (28) denunciam o descarte de ossos de animal de grande porte em plena via pública no centro da cidade.

De acordo com a Lei Federal Nº 12.305, datada de 2 de agosto de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, a qual determina que os resíduos de açougue (incluindo ossos e restos de limpeza, tais como o sebo) não podem ser descartados de maneira inadequada.

O fato em Bezerros chama a atenção pela irregularidade cometida levantando o debate em torno da qualidade e origem da mercadoria aos consumidores, uma vez que foi descartada irregularmente.

Os riscos são considerados graves a saúde a depender do destino original e final da carne do animal, até mesmo a possibilidade de um local de matança irregular de animais para revenda como já ocorreu em Bezerros anos atrás e na região como comércio e matança irregular.

A matéria alerta para os riscos da atividade e não a confirmação do tipo de animal e o destino da carne desta imagem.

Portanto a Vigilância sanitária e o Ministério Público deverão ser acionados para investigação e apuração da ação irregular após as imagens realizadas pelo comunicador Sérgio Leão nesta quinta (28) em pleno centro comercial.

 

✓ Redação PH Bezerros