(foto: Reprodução/ Internet)

Após nova alta da Petrobras de R$ 0,09 valida desde a última quinta-feira (12) de Agosto de 2021, configurando novo preço pela nona vez este ano, o combustível mais utilizado pelos Brasileiros que e a gasolina já subiu 51% só em 2021.

De acordo com a estatal, o preço médio por litro do combustível vendido às distribuidoras subiu de R$2,69 para R$ 2,78. É um avanço de R$ 0,09 ou 3,34% por litro, que costumeiramente é repassado ao preço final ao consumidor por distribuidores e revendedores.

Só neste ano a gasolina acumula uma alta de 51%. Desde janeiro, a Petrobras já aumentou o preço nove vezes. A Petrobras destacou que até a gasolina chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais (39,1%); custos para aquisição e mistura obrigatória de etanol anidro (15,7%); além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores (12,2%).

A contribuição do preço da Petrobras para o preço na bomba é de 33%, segundo dados da ANP. “Assim, os valores praticados nas refinarias pela Petrobras são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo”, ressaltou a estatal em comunicado.

O preço médio do combustível no país está em cerca de R$ 6,015. Com a alta dos preços internacionais do petróleo, o presidente americano, Joe Biden, fez um apelo para que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados elevem a produção. “Em um momento crítico como este de recuperação global, isto não é o bastante,” afirmou Biden em nota.

 

Redação PH Bezerros com informações do site EXAME