Com as eleições de 2022 esquentando em Pernambuco, o PSB ainda não decidiu a público o nome para suceder o governador Paulo Câmara indicado em 2014 pelo governador Eduardo Campos falecido em meio a campanha de presidente. Mas, dentre os possíveis nomes estão: naturalmente o ex prefeito de Recife Geraldo Júlio, a secretária de infraestrutura Fernandha Batista e Zé Neto também secretário de Governo.

Com a oposição caminhando pelo estado, o PSB observa calmamente o desenho eleitoral que se avizinha para poder bater o martelo em torno do nome que terá um apoio e tanto com a União PT e PSB. Para o jovem prefeito de Recife João Campos, muito de seu futuro de dará em base com está eleição de 2022, manter os socialistas a frente de Pernambuco solidifica a caminhada de João assim como fez seu pai Eduardo, governador e presidenciável.

No ritmo de gestão que Recife tem apresentado, o caminho da reeleição vai sendo construído e com o PSB vencendo as eleições  consagrando mais um governador de Pernambuco, o próximo nome natural para disputar o Palácio do campo das princesas indicará um novo momento “Eduardo Campos” que se iniciará através de João num ciclo de resgate da liderança, memória e da gestão na década de Eduardo governador.

Para o breve datado futuro de João Campos, no meio do caminho está a eleição de 2022 uma das mais difíceis para o PSB com o surgimento de um nome feminino na oposição, Raquel Lyra inclusive foi secretária de Governo e sabe como o seu perfil de gestora tem reflexos da proximidade com a gestão Eduardo Campos.

Passada a eleição estadual de 2022 e a municipal de 2024 o novo momento de João Governador surgirá como natural no processo, a questão do nome que irá anteceder todo esse momento reservado pela construção política do falecido Eduardo Campos é hoje o grande quebra cabeça. Geraldo Júlio, Fernandha Batista ou Zé Neto seja qual nome for o nome da disputa o Prefeito do Recife João Campos terá o importante papel de ser o “fiador” deste projeto que leva até a sua possível chegada ao comando de Pernambuco e de lá a trilha do novo caminho de 2034 …

Redação: phbezerros@gmail.com