Através das redes institucionais, a prefeitura de Bezerros divulgou um boletim informando que 17 casos de H3N2 foram confirmados neste início de ano no município. Os impactos da epidemia da gripe juntamente com a Pandemia do coronavirus são refletidos na alta demanda da rede de saúde municipal.

Os casos de influenza A (H3N2) em Pernambuco têm crescido de forma alarmante entre o final de 2021 e início de 2022 onde 30 pessoas já morreram em decorrência da doença. Para atender à demanda, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) anunciou novos leitos e pretende abrir novas vagas ainda neste bimestre para pacientes com Síndrome Respiratória Aguada Grave (Srag). 

H3N2 EM PERNAMBUCO

O número de pacientes que morreram em decorrência da gripe H3N2 em Pernambuco sofreu um aumento, segundo apontaram os dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

De acordo com a SES-PE, desde 2021 foram registrados 6.392 casos de influenza A em Pernambuco. Apenas nesta nova rodada de análises feita pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) foram obtidas 1.139 amostras laboratoriais positivas, sendo 8 novos óbitos.

Dos 6.392 casos, 6.327 são de influenza A (H3N2) e 65 influenza A não subtipada. Do total de registros, até o momento, 516 (8,1%) apresentaram Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

“Na última semana epidemiológica de 2021, tivemos uma aceleração epidêmica muito forte. Uma aceleração que, em 15 dias, dobrou o registro de casos de Srag e triplicou as solicitações de leitos. A situação provocada pela influenza na última semana já é pior que a 1ª onda da Covid-19, em 2020”, afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Com informações Rádio Jornal