☑️ A seca e baixa de chuvas tem provocado a diminuição do nível dos reservatórios não só no centro Oeste do país, o impacto causado no nordeste já pode ser sentido em níveis mais graves que o já conhecido pela população.

Em (15) de setembro, o governo de Pernambuco reconheceu que Bezerros e mais 60 municipios do Agreste Pernambucano permanecem em Estado de Emergência devido a estiagem e possibilidade de seca.

Com isto, com a baixa dos reservatórios da região e a perspectiva incerta de chuvas ocasionam o maior racionamento de água pela COMPESA buscando evitar o desabastecimento total.

Vários bairros bezerrenses voltaram a apresentar problemas com o abastecimento de água quanto ao período de espera para chegada às residências.

Através da plataforma instagram, internautas puderam relatar a realidade dos bairros em que moram:

As principais queixas vieram dos moradores do bairro Santo Antônio, São Vicente, São José, Mororó, bairro Nossa Senhora Aparecida, Nossa senhora da luz e Cruzeiro.

Nessas comunidades o abastecimento tem levado mais de 30 dias para acontecer, e nesse processo da chegada da água até o devido abastecimento do reservatório, algumas ruas demoram ainda mais tempo sem água e com menos dias nas torneiras.

Em contra partida, moradores de bairros como Loteamento Chico Lemos e São Pedro já denunciaram vasoes constantes de água encanada devido a rompimento de canos o que também prejudica o direcionamento de abastecimento.

 

✓ Redação PH Bezerros