Em evento na cidade de São Joaquim do Monte onde cumpriu agenda na 1ª trilha de jeeps, a prefeita de Bezerros Lucielle Laurentino (DEM), voltou a citar as dificuldades encontradas na transição do governo a quase um ano de mandato, enfatizando que recebeu um município sucateado financeiramente pelo PSB, partido de Ex-prefeitos como Marcone Borba e seu filho Breno, e o atual gestor da ARPE (Agência reguladora de Pernambuco), Severino Otávio.

Com aproximadamente (9) meses de gestão, Lucielle volta a lembrar os desmandos das gestões anteriores afirmando que após receber a direção do executivo do município, sua gestão até o momento foi de “arrumar a casa”. “Pegamos uma cidade desorganizada financeiramente, uma frota sucateada, uma saúde acabada. No ano passado Bezerros figurava como um dos municípios que mais se tinha contaminação pela covid-19. Fizemos uma grande força-tarefa nesses primeiros meses para organizar a casa de fato. Demos alguns passos importantes. Quitamos algumas dívidas que o município tinha, e ainda tem uma grande parte pela frente. Mas o sentimento hoje é de que a cidade respira outros ares. Recuperamos a reputação do município e nos próximos meses e anos, vamos entregar muitas obras e ações na cidade” disse Lucielle.

A prefeita também acredita que em 2022 a oposição deverá se unir em torno de um só nome que pode surgir de um consenso entre a prefeita de Caruaru Raquel Lyra (PSDB) e os prefeitos Miguel Coelho (MDB) e Anderson Ferreira (PSC). “Esse time vai marchar unido e nós vamos fazer a renovação que o estado precisa” disse.

 

Redação PH Bezerros com informações Blog do Silvinho